Participe conosco!

Seja bem vindo a nossa comunidade de Santo Antônio de Pádua, de Vila Augusta em Guarulhos. Nossos horários de missas dominicais são: 7h00/ 9h00/ 11h00 e 19h00. Durante a semana temos missas na segunda feira (19h30), quinta-feira (16h30) e às sextas-feiras (19h30). As confissões acontecem às segundas e quartas-feiras, das 14h30 às 17h00. Horários especiais e à noite devem ser marcados na secretaria paroquial. Para maiores informações entrem em contato conosco pelo seguinte telefone: (011) 2422-4133 e email: padreedson@ig.com.br .

Nossa paróquia está localizada na Av. Guarulhos nº 1535.

terça-feira, 29 de março de 2011

Jesus no Poço de Jacó: Homília de Domingo


SEDE DE DEUS

Meus irmãos, neste 3º Domingo da Quaresma, a liturgia se utiliza da imagem da sede e da água. Na primeira o povo revoltado contra Moisés, reclamou de sede. Moisés bateu a vara no chão e fez brotar água para saciar a sede do povo. No Evangelho, uma mulher samaritana se dirigiu ao poço de Jacó para buscar água para o seu sustento, para matar a sua sede e talvez da sua família. Este sede que eles sentiram representam os nossos desejos mais íntimos, nossa vontade. Esta sede representa os nossos sonhos, o nosso desejo de felicidade. Esta sede surge dentro do homem, quando nenhuma das coisas que estão no mundo são capazes de satisfazê-lo e preencher o coração. O povo havia sido libertado e estavam se lamentando, querendo voltar. Aquela samaritana, pela sua condição sentia-se ferida, inferior. Ela disse: “Como é que tu, sendo judeu, pedes de beber a mim, que sou uma mulher samaritana?”.

Meus irmãos, a Palavra está nos revelando que Deus, em seu filho Jesus Cristo é o único que pode e capaz de preencher o nosso vazio, a nossa falta de amor. Este “algo a mais”, este sentido que falta em nossa vida é Deus. Deus é o único que pode acalmar e nos trazer a paz interior e nos fazer plenamente realizados. É Deus que completa nossa vida, enchendo-nos de vontade de continuar a caminhada. Por mais que tenhamos a coisas que Deus criou, nossos bens, dinheiro, roupa, trabalho, inclusive as pessoas que amamos, nunca estaremos satisfeitos. O único que nos leva a plenitude da Paz é Jesus. Sem Deus, todas estas “realidades” não nos farão felizes ou não nos encherão plenamente.

Conversando com a Samaritana, Jesus disse, falando dele mesmo, do seu Espírito: “Mas quem beber da água que eu lhe darei, esse nunca mais terá sede”. Esta água que Jesus promete é o seu Espírito Santo. Quem realmente fez uma experiência com Cristo, não consegue ficar longe dele e quer mais e mais. Quer sempre estar junto de Jesus. A samaritana disse: Senhor, dá-me dessa água!”. Meu irmão, você que está aqui nesta missa tem tido sede de Deus? A Palavra é um convite a buscá-Lo na oração, no amor e aqui dentro da igreja.

Á água é também sinal de purificação. Quando nos confessamos, o Senhor tira as imundices dos nossos pecados e o peso da culpa de nossas vidas. Ele tira a nossa inquietação e o nosso ressentimento. Nós nos tornamos uma outra pessoa, pelo poder da misericórdia do Senhor. Pela confissão, Jesus derrama um rio de misericórdia em nossas vidas e nos prepara a vida eterna. Como padre e pecador, posso testemunhar... Como a confissão faz bem para a vida do povo. A confissão nos liberta do pecado. Cada vez que confesso, vejo como as pessoas entram cheias de timidez, vergonha e tristeza. Ao saírem sentem-se aliviadas e amadas por Deus. Algumas até choram, outras em silêncio se alegram. Tudo isto são frutos da água viva, que nos transforma. Igreja, não tenha medo de confessar. Não percam esta graça: Quarta-feira, para nós é o grande dia. Amém.


Pe. Edson

Restaura nossa casa Senhor: Salette Ferreira

Penitência: Amanhã



QUARTA-FEIRA PENITENCIAL
26 de março


5h15 - Missa penitencial

15h00 - Confissão à tarde

20h00 - Confissão à noite

*sugerimos que os idosos venham à tarde

informações: 2422-4133

quarta-feira, 23 de março de 2011

Clamando o Espírito na Missa pela Cura

video

Missa penitencial





Em nossa paróquia, uma das formas de fazer penitência é por meio da participação nas missas penitenciais. Elas acontecem durante a quaresma, às quartas, às 05h15 da madrugada.....
Missa rezada pela intenção da nossa conversão e pela expiação dos nossos pecados. A próxima acontecerá dia 30 de março. Não perca! A missa termina pontualmente às 6h00, para que os fiéis possam fazer suas atividades.

Pastoral Familiar


No último domingo, dia 20, aconteceu mais um encontro para noivos em nossa paróquia. Desta vez, participaram 06 casais. Anualmente, em nossa paróquia, acontecem 04 destes encontros. O próximo será em 15 de maio. Este encontro é organizado pela nossa Pastoral Familiar e tem como objetivo conscientizar os noivos a respeito da vida familiar e o verdadeiro sentido do matrimônio. Informações na secretaria paroquial: 2422-4133.

terça-feira, 22 de março de 2011

VIA SACRA



PARTICIPE DA VIA SACRA

QUARTA-FEIRA, DIA 23
às 20h00

Começando na Rua Conego Valadão 1306
(casa da D.Eugênia e seu Nicola)

segunda-feira, 21 de março de 2011

Atenção Jovem de nossa comunidade!!


....depois do dia das mulheres, o dia
10 DE ABRIL
é o dia da juventude em nossa paróquia


1º RETIRO QUARESMAL PARA JOVENS
Dia de oração, pregação, partilha, conversão e amizade
Será um grande de momento de mudança e transformação em sua vida

Animação e pregação:
Comunidade Católica Shalom

Faça sua inscrição na secretária ou ao final das missas/
a partir dos 14 anos
Informações: 2422-4133

A proposta do retiro quaresmal é convocar os jovens para uma grande experiência no amor de Deus. Reunidos num sítio, os jovens passarão um dia diferente. Num ambiente bastante alegre e jovem, os jovens participarão de pregações, momentos de oração e dinâmicas, além de aproveitarem para formarem novas amizades na casa de Deus. O encontro é supervisionado pelo padre e contará com a organização de diversos casais. A comunidade católica shalom cuidará da dimensão espiritual e animação do encontro. Não perca esta chance!...de crescer na fé, de mudar de vida e ser um jovem cheio do amor de Deus.

O cálice. Faixa do CD "Nos braços do Pai"

CD do Padre Robson


A partir de quarta-feira, em nossa lojinha de artigos religiosos, teremos a disposição do fiéis o CD do padre Robson, do Santuário do Pai Eterno. Padre Robson é conhecido como o padre do Pai do Eterno, por sua novena Divino Pai Eterno transmitida pela rede vida de televisão. Por meio deste programa, ele divulga a devoção ao Divino Pai Eterno, levando milhares de fiéis, em todo o Brasil, a buscar mais a Deus e sua Palavra. Ele gravou este cd "Nos braços do Pai", com músicas gravadas na Basílica do Pai Eterno, em Trindade, GO. Todas as músicas falam de Deus e nos ajudam a louvá-Lo e adorá-Lo. Adquirindo este CD, em nossa paróquia, você está contribuindo para a divulgação da devoção ao Pai Eterno e também na manutenção de nossa paróquia. O preço do CD: R$ 15,00. Na compra do CD, você ganha um pôster do padre Robson. Reserve já o seu: 2422-4133.

2º Missa penitencial


2º MISSA PENITENCIAL

DIA 23/03/2011 - 5H15

"Clamemos a misericórdia de Deus sobre os nossos pecados"
* Esta missa termina pontualmente às 6h00

2º Domingo da Quaresma: Como Abraão


QUARESMA, CAMINHADA DA FÉ

Meus irmãos em Cristo, neste segundo da Quaresma, a liturgia nos apresenta Abraão. Deus chamou Abraão para constituí-lo pai de uma grande nação, o povo de Deus. Ele se tornou não um pai biológico, porém um pai da fé. Este povo que ele formou, foi formado em torno da fé no único e verdadeiro Deus. Deus disse: “Sai da tua terra, da tua família e da casa do teu pai, e vai para a terra que eu vou mostrar”. Abraão começou uma nova vida, deixando tudo para construir uma nova vocação. Ele acreditou, teve fé, pôs a caminhar. Não sabia onde era esta terra, mas foi, seguindo a promessa. A Palavra é categórica: “Abraão partiu...”. A fé é dom necessário para começar uma nova vida. Quando abrimos nossa vida para Deus, pela fé, ele entra e começa uma nova história. Há um antes e um depois, desde que Nele acreditemos. Deus pode transformar a sua vida, e te faz uma pessoa diferente, mas feliz, mudada. Para isto é preciso fé.

No Evangelho da transfiguração, Jesus desceu da montanha com os discípulos. Esta atitude revela a caminhada com Cristo. Hoje somos nós aqui na igreja, que estamos no caminho com Jesus. Confiando em Jesus e entregando nossa vida a Ele, queremos mudar de vida, abandonar o nosso pecado. Esta caminhada de Jesus é rumo a Jerusalém, o lugar onde ele morte. Confiando em Jesus, entregando-nos ao mistério da sua cruz, seremos transformados. Diante da cruz do seu filho o Pai nos diz: “Este é o meu filho Filho amado, no qual eu pus todo o meu agrado. Escutai-o!”.

Meus irmãos, a cruz é o grande sinal da vitória do amor de Deus. Aquele que morreu na cruz é o nosso Salvador. Assim como aquela montanha ficou cheia da nuvem luminosa, o calvário derramou sobre nós a glória de Deus, revelada no sangue de Jesus. Este sangue é divino, este sangue é santo e este sangue nos salva. É em Cristo, que devemos confiar. É somente em Cristo que encontraremos a salvação e mudança. Quem confia em Jesus Cristo, está na luz e começa sempre uma nova caminhada, uma nova vida, todos os dias. Na cruz, o Pai revela o quanto nos ama.

Ser discípulo de Jesus não é fácil. Caminhar com Jesus é exigente, pois o seu caminho é o da cruz, o caminho do amor. É um caminho que exige de nós perserança, fé, devoção, busca. E Jesus vem dizer para nós hoje: “Levantai-vos e não tenhais medo”. A vida para nós, em muitas circunstâncias, é um caminho difícil e cheio de sofrimento, incertezas e preocupações. A vida é cruz minha gente, e há momentos que parece que não vamos agüentar. E Jesus se coloca ao nosso lado para caminhar conosco.

Igreja, não desistamos jamais de Cristo. Você que possa estar desanimado em sua fé, querendo abandonar a Igreja, ou quase desistindo da sua própria vida pelo excesso de sofrimetno, o Senhor está pedindo uma chance, para recomeçar em sua vida. É ele que está nos estimulando e enfrentará a nossa cruz, conosco. Vale a pena viver, vale a pena caminhar na igreja. É Cristo que está aqui conosco, o único e verdadeiro salvador. Que nesta quaresma, possamos renovar a nossa fé e o nosso amor em Cristo Jesus. Amém.

Pe. Edson


sábado, 19 de março de 2011

Ontem. Uma chuva de graças em nossa paróquia.












Ontem aconteceu a Missa pela Cura e Libertação. Com grande participação de paroquianos e peregrinos, padre Edson, na missa, explicou a respeito do dons do Espírito Santo e de modo especial sobre o chamado "repouso no Espírito". O povo louvou e adorou, respeitando o tempo da Quaresma. Muitas graças foram derramadas naquela noite. A próxima missa acontecerá no dia 15 de abril. Se você tem algum testemunho da missa de cura, mande para nós: padreedson@ig.com.br


sexta-feira, 18 de março de 2011

domingo, 13 de março de 2011

Vencendo as tentações. Homilia de Domingo.


QUARESMA: TEMPO DE BATALHA, TEMPO DE VENCER O MAL

Irmãos em Cristo, a quaresma é tempo de sermos fortes e enfrentarmos o mal. No Evangelho de hoje, Mateus descreve as tentações de Jesus. Jesus foi para o deserto, cheio do Espírito, para ser tentado pelo demônio. Esta passagem da vida de Jesus nos recorda que nós também somos tentados. Aliás a todo o momento nos somos tentados.

A primeira leitura do livro do Genesis, apresenta bem o que é a tentação. A tentação é representada pela serpente. A serpente propôs uma desobediência a Deus, um caminho errado. A serpente duvidava de Deus e queria levar Eva para o pecado. A serpente mentiu para enganar Eva. Assim é a tentação caminho errado, pecado proposto na nossa vida. A tentação sempre aparece como um caminho maravilhoso e seduz, mas ao final desta caminhada temos a destruição da nossa vida.

As tentações podem ter três origens conforme a palavra:

1) De nós mesmos: A Palavra de Deus diz que “A mulher viu que seria bom comer do fruto proibido”. Eva teve vontade de comer o fruto proibido. Eva representa toda a humanidade e revela que em nos surgem vontades, desejos, tendências,sentimentos, pensamentos que não agradam a Deus. Nem tudo o que brota de nossa carne honra a Deus. Não dá para fazer tudo aquilo que a gente quer.

2) Das pessoas e das circunstâncias: Foi Eva que deu o fruto para o marido. Pelas nossas atitudes e palavras podemos levar o outro a pecar. São aquelas pessoas e situações que nos levam a pecar, que nos incentivar a permanecer no erro. Esta tentação pode acontece dentro na nossa própria casa, com os vizinhos, amigos, na rua em qualquer lugar e na igreja. Na vida, as vezes a pessoas nos dizem “coisas” que nos levam a odiar e a fazer o mal. Estimulam o nosso erro, como se fossem coisas boas. Ex: você está lutando para parar de falar da vida alheia. Chega uma pessoa na tua casa e começa a conversa a falar e a falar. A tendência é falar também e muito mais.

3) Do demônio: meus irmãos, vocês acreditando ou não, o demônio está mundo tirando as pessoas do caminho do Senhor. Ele sempre propõe caminhos errados. Ele ofende a Deus, destruindo seus filho. Mas aprendamos com o Evangelho, que ele somente propõe. Não adianta culpá-lo, pois a ações serão sempre nossas. Jesus ensina que não devemos ter medo de demônio, pois ele disse: “Vai-te embora Satanás”.

Outro ensinamento do evangelho, diz que as tentações acontecem na nossa fraqueza. O demônio começou a acusá-lo quando sentiu fome. Assim é na nossa vida. São nossas fraquezas humanas que somos mais tentados a amar. Ex: Se a pessoa tem um temperamento difícil, a tentação é sempre machucar as pessoas sem querer. Aquele que é viciado em álcool, sempre encontra um amigo que lhe oferece uma cervejinha. A pessoa que é fraca no sexo, sempre encontra a pessoa do jeitinho que ela estava querendo. Quando a pessoa se propõe a fazer um jejum, as pessoas sem saber nos oferecem doces e balas.

Meus irmãos, Jesus no Evangelho nos ensina que é possível vencer as tentações e o mal, se formos fiéis ao Pai. Se estivermos cheios do Espírito. É o Espírito que nos dá força e sabedoria para conduzir a nossa vida igreja. Igreja, vamos rezar!. Igreja vamos abandonar o mal. Pedindo o perdão nesta quaresma, estamos quebrando a rede do mal que construímos em nossa própria vida. Amém.

Pe. Edson

sábado, 12 de março de 2011

Pós Encontro na Paróquia


Na paróquia, dia 16, às 20h00, teremos a reunião do Pós-Encontro. O encontro é destinados a todos os casais que fizeram e estão envolvidos com o ECC. O encontro é aberto a todas as pastorais e pessoas de fé. Nesta reunião teremos a reflexão a respeito da Campanha da Fraternidade 2011.

Via Sacra na paróquia


Venha conosco rezar a Via Sacra pelas ruas da Vila Augusta!

quarta-feira, dia 16

A via sacra começará na rua Salvador Gaeta nº 444 - Vila Augusta (na casa da D. Carminha, mãe da Nádia). Traga sua velas.... Participe! Começaremos às 20h00.

MISSA PENITENCIAL


No decorrer da quaresma, teremos inúmeros exercícios quaresmais em nossa paróquia. Um deles é a participação nas missa penitenciais. A primeira acontecerá na próxima quarta-feira. Fique atento a programação de nosso jornal paroquial. Esta missa começa pontualmente às 5h15 e termina precisamente às 6h00, para que os fiéis possam trabalhar e continuar seus afazeres. Faça um esforço, vença o cansaço, o sono, a preguiça, pois a Palavra de Deus diz: "Não só de pão vive o homem, mas de toda Palavra da boca de Deus".


MISSA PENITENCIAL
Quarta-feira - DIA 16 - 5h15 (da manhã)

Dicas sobre o jejum


No link abaixo, da Canção Nova, há um ótimo artigo que nos ensina a exercitar o jejum. Vamos aproveitar o que a Igreja tem de melhor. Graças a Deus, temos quem se dedicar a divulgar a mensagem cristã de maneira atualizada e moderna. A Canção é nossa colaboradora na missão, assim como tantos outros movimentos e pastorais. Para aqueles que estão com dúvida e querem aprender, de imediato, esta é mais maneira mais rápida de aprender. Confira e vivencie. Com minha benção!

Visite:



quarta-feira, 9 de março de 2011

Para meditar a Quaresma. Belíssimo Esposo.

Reveja a homilia do padre no dia de "Cinzas"


QUARTA-FEIRA DE CINZAS

Meus irmãos e irmãs, com esta celebração iniciamos um novo tempo em nossas vidas: o tempo quaresmal. A Quaresma são os quarenta dias que antecedem a Páscoa. Ele são preparação para a Páscoa do Senhor e ao mesmo tempo memória dos quarenta dias em que Jesus ficou no deserto, sendo tentado pelo demônio e os quarenta anos que o povo passou no deserto até chegar a Canaã, terra prometida. O tempo quaresmal é o tempo em que devemos enfrentar o deserto da nossa vida e o mal que se faz presente em nós.

A quaresma é tempo de penitência, pois reconhecemos nossos pecados e fraquezas que nos impedem de crescer na vida espiritual. O deserto lembra que a caminhada do povo não foi tão fiel assim, cheio de dúvidas, revoltas, pecados e idolatria. O deserto lembra que somos constantemente tentados e que é preciso ser forte diante do mal. O deserto recorda que a caminhada da vida só é terminada se tivermos Deus em nossas vidas.

Filhos, a quaresma é tempo de voltar para Deus e fortalecer nossa fé. Assim diz a primeira leitura, do profeta Joel: “Voltai para mim, com jejuns, lágrimas e gemidos; rasgai o coração, e nãos as vestes; e voltai para o Senhor vosso Deus”. Hoje é quarta-feira de cinzas, o carnaval passou e está na hora de tirarmos as nossas máscaras e mostrar nossa verdade, nossas misérias, para o Senhor. A nossa vida não pode ser fantasia, ela deve ser real. A nossa realidade é como o pó da cinzas, humanos, de carne e osso, fracos e vulneráveis aos ventos do pecado. Na quaresma, somos chamados a reconhecer nossas limitações, vícios, tendências que bloqueam nossa vida. E só será liberto, aquele que for capaz de enfrentar a si mesmo, o deserto da própria vida e pedir perdão. Devemos como Davi, no salmo 50 gritar: “Eu reconheço toda a minha iniquidade, o meu pecado está sempre a minha frente”. O pecado é sempre um mal e não é de Deus.

Jesus no evangelho, apresenta bem o caminho espiritual da quaresma: esmola, para vencer nossa ganância; oração para nos aproximarmos de Deus; jejum para dominarmos nossa vontade e nossos desejos. Destes três caminhos espirituais, o mais esquecido pelo povo é o jejum. O jejum é bíblico e o próprio Jesus fez jejum. O jejum não é passar fome é fazer um sacrifício para dominar nossas vontades. Não podemos fazer tudo aquilo que o corpo quer, pois a carne é fraca. No jejum, aprendemos a ser senhores das paixões e emoções que surgem naturalmente dentro de nós. Ao enfrentarmos o instinto natural da fome, da sobreviência, travamos uma batalha contra nossas tendências erradas. O jejum possibilita ainda reconhecer que Deus é o nosso alimento e sustento. Não é fácil fazer jejum, pois ele exige de nós equilíbrio. Fazer jejum é fazer renúncia, para ser mais de Deus. A experiência do jejum é um caminho de transformação.

Escolha um dia da semana para se dedicar mais a Deus e fazer seu jejum. Jejum é jejum, não é ficar brincando de jejum de chiclete,de balas e biscoitos. Até porque não fazemos jejuns todos os dias. No lugar de uma das refeições, coma algo mais leve como um pão integral e água, ou somente uma salada ou suficiente para trabalhar, sem exageros (diminuindo a quantidade comida). Não é tempo de esbanjarmos e enchermos a cara. É tempo de sacrifício em honra a Deus. Que o Senhor nos dê uma santa quaresma, amém.

segunda-feira, 7 de março de 2011

Missa pelos doentes

MISSA PELOS DOENTES
SÁBADO, DIA 12, 16H00

Grupos novos da catequese


COMUNICADO


Prezados pais e responsáveis que fizeram inscrições para seus filhos para a catequese infantil e crisma. Teremos nossa primeira reunião no dia 17, com o padre Edson, 19h30 no salão S. Pedro. Nesta reunião, o padre apresentará a proposta catequética de nossa paróquia, assim como o cronograma e proposta de trabalho. A presença é obrigatória para que as crianças possam iniciar a catequese. Em caso de dúvidas, ligue para a secretaria paroquial: 2422-4133.

Mãos ensanguentadas

Quinta de Adoração


Nesta quaresma teremos um momento especial

Toda quinta-feira, às 15h00

NOVENA DAS MÃOS ENSANGUENTADAS DE JESUS
e
OFÍCIO DAS SETE DORES DE N. SENHORA

informações: 2422-4133


Homilia no 9º Domingo do Tempo Comum

“NEM TODO AQUELE QUE ME DIZ:

SENHOR, SENHOR ENTRARÁ NO REINO DOS CÉUS”


Meus irmãos em Cristo, o evangelho de Mateus diz: “Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor entrará no Reino dos Céus”. Aqui estamos reunidos em nossas missas, encontros, orações, louvores para rezar e clamar o nome do Senhor. Este “Senhor, Senhor” expressa a nossa fé, a nossa devoção. Ao dizer que nem todos entrarão no Reino dos Céus, Jesus está ensinado que a fé deve se tornar “vida em nossa vida”. Jesus não despreza os nossos louvores, mas a nossa incoerência em relação a aquilo que rezamos e professamos. É preciso rezar e é urgente, praticarmos a vontade do Pai. É o dia a dia da vida, nas pequeninas coisas, que revelamos quem somos nós. Jesus disse: “Afastai-vos de mim, vós que praticais o mal”. Ele disse isto para os seus discípulos. Hoje ele para nós, para toda a igreja.

Esta incoerência nos leva a perguntar: Qual é a minha identidade? Além daquilo que somos, por natureza, nós somos filhos de Deus. Nós somos discípulos de Jesus Cristo. Nós somos consagrados do Senhor, pelo batismo. Esta realidade espiritual exige de nós uma conduta de acordo com a Palavra de Deus. Não podemos levar uma vida de qualquer jeito. O Senhor nos convida a viver sua Palavra. O Senhor disse na primeira leitura: “Tende, pois, grande cuidado em cumprir os preceitos e decretos que hoje vos proponho”. O cumprimento da Palavra abençoa a nossa vida. A Palavra diz que a benção vem para aquele que obedece aos mandamentos. Assim, como o maldição vem para a desobediência. A maldição são as conseqüências ruins e a perca da comunhão com verdadeiro Deus.

Será que nós que aqui estamos nesta missa, seremos salvos? A resposta é: depende. Depende da vida que levamos. A graça nos é dada aqui e nós precisamos dela, mas precisamos deixá-la transformar nossas vidas. Não basta dizer que é padre, que é bispo, que é agente de pastoral, que é católico. É preciso ser e viver os nossos compromissos de consagração. Não bastar ser é casado é preciso viver como homem e mulher casado. Na igreja, muitas vezes damos uma de “santinho”, de “bonzinho”, mas na vida real somos “malzinhos”. Muitos se dizem católicos e vivem uma vida totalmente contrária a Deus, no pecado.

Muitos católicos, como diz a primeira leitura estão buscando outros deuses nos momentos de dificuldades. Estão aqui na igreja, comungando, mas ainda continuam a buscar outras religiosidades contrárias a Palavra,tais como supertição, magia, feitiçaria, espiritismo. Possam até se assustar, mas aqui na nossa paróquia acontece muito isto. Num dia a pessoa lê a Bíblia, no outro lê os livros de Alan Kardec. No domingo vem a missa, no outro vai ao terreiro. Num dia chama o padre para benzer, no outro o pai de santo. Não dá!!! Olha o que Palavra diz: “A maldição é fruto do seguimento dos falsos deuses”. Católico acredita somente em Deus. Jesus é o nosso Salvador. A Igreja ainda precisa se libertar da má conduta.

Rezemos para que realmente mudemos de vida e nos consagremos aquele é o único Senhor, e Rocha firme em nossas vidas: Jesus Cristo. Amém


Pe. Edson

sexta-feira, 4 de março de 2011

Quarta-feira de Cinzas 2011


QUARTA-FEIRA DE CINZAS
Na Vila Augusta

DIA 09 de março de 2010

Missas: 8h00 e 20h00

Obs.: Na segunda-feira dia 07, não haverá atendimento
e missa na paróquia,devido ao feriado prolongado.
Na quarta, a igreja abrirá às 7h00.

Hino da CF 2011

Nesta sábado dia 06/03/2010




Lançamento da CF 2011 em nossa região

Fraternidade e a Vida no Planeta

"A criação geme de dores de parto" (Rm 8,22)


sábado, 06 de março

14h00

Santuário São Judas Tadeu

Para todos os agentes de pastoral e pessoas interessadas


Homília do 8º Domingo do Tempo Comum

DEUS NÃO SE ESQUECE DE NÓS

Meus irmãos em Cristo, há momentos a vida que fazemos a experiência do Abandono. Ser abandonado é ser esquecido, traído, sozinho. Quando nos sentimos assim, temos a sensação de quem ninguém está do nosso lado, nem mesmo Deus. Isto acontece especialmente nos momento extremos da vida e no cansaço. Parece que todos os amigos fugiram, parecendo que deu tudo errado. Você procura um caminho e não dá certo. Você procura alguém e não recebe ajuda. O Abandono acontece quando perdemos o controle da vida e parece que não vale a pena viver. Esta experiência é humana e faz parte da vida, da nossa condição finita. E a Palavra está mostrando o caminho para transformar o abandono em nossa vida: Confiança em Deus. A mente, as pessoas, as circunstância e o nosso pecado dizem: Deus não fez nada por ti. E Deus está prometendo: “Se ela se esquecer, eu, porém, não me esquecerei de ti”. Em quem vamos confiar? Deus é o único que é eternamente fiel.

É preciso olhar para a vida com fé e interpretar o que estamos vivendo com fé e reconhecer que Deus está ao nosso lado. Seja na melhor situação ou na pior, Deus se faz presente. Ele é invisível e no seu silêncio amoroso ele vai preparando a benção para nós. E é nele que encontraremos a força para vencer nesta vida. No salmo 61, a Palavra revela aquilo que Deus é em nossa vida: Ele é rochedo, salvação, fortaleza, segurança e refúgio. Para quem está confiando em si mesmo a vitória é sempre possibilidade. Para quem está confiando em Deus, a vitória é sempre certa, mesmo que não a reconheçamos. Nós chamamos esta presença de Deus em nossa vida de Providência.

Com tantas preocupações na vida, somos tentados a abandonar o Senhor. O Evangelho relata bem a nossa situação, lembrando a preocupações humanas – “O que vamos comer? O que vamos fazer? O que vamos vestir?. Talvez diríamos: E quem vai limpar a casa? Quem vai cuidar dos filhos? E o salário? E a pastoral?. No Evangelho, aprendemos que não dá para resolver todas as coisas de uma vez só, mas cada coisa a seu tempo. Nós não temos controle de tudo e muito menos dos problemas que aparecem. É preciso enfrentá-los com flexibilidade, estabelecer prioridades e fazer aquilo que é possível a nós. O IMPOSSÍVEL É PARA DEUS. Jesus disse: “Para cada dia bastam seus próprios problemas”. Oh...meu Deus, eu olho para minha vida de padre e penso: quanta tempo perdido com ansiedade, com angústia. Com Deus, filhos, a vida é mais suave.

Irmãos aprendamos a confiar no Senhor e peçamos a ele aquilo que precisamos em nossa vida. Jesus disse: “Vosso Pai, que está nos céus, sabe que precisais de tudo isso”.


Pe. Edson

Ministro católico assassinado no Paquistão era o principal defensor dos cristãos

Ministro católico assassinado no Paquistão era o principal defensor dos cristãos

Assassinos do ministro católico: Matar cristãos "garante a salvação"

Assassinos do ministro católico: Matar cristãos "garante a salvação"